Em protesto por indenizações, moradores dos bairros afetados pela Braskem bloqueiam a Av. Fernandes Lima

Manifestação teve início às 08h e seguirá até às 14h; programação contará com apresentações musicais de artistas alagoanos

*Imagem: Reprodução redes sociais

Protestando contra o atraso no pagamento das indenizações feitas pela empresa Braskem, moradores dos bairros afetados pela instabilidade de solo causada pela mineração, interditaram totalmente a Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol, na manhã desta quinta-feira (08).

Os moradores relatam problemas nas propostas de indenização, como a aceitação, por parte da Braskem, apenas de avaliações de empresas ligadas a ela. Os manifestantes acreditam que estão sendo lesados e apontam também o atraso nos repasses.

Com faixas e cartazes, os manifestantes bloquearam os dois sentidos da avenida com concentração do protesto em frente a um dos prédios do Ministério Público Estadual. 

Dentro da programação da mobilização esta a realização de apresentações musicais de artistas alagoanos a partir das 14h.

Veja nota da Braskem

A Braskem apresentou resposta formal à manifestação do MUVB no prazo solicitado, por meio de ofício que também foi endereçado ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público Estadual.

O cumprimento do Termo de Acordo é monitorado de perto pelas autoridades signatárias e o Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação vem sendo constantemente aperfeiçoado, a partir do processo de escuta à população. Nesta evolução, dois aditivos e 24 resoluções foram firmados entre as partes, para regulamentar e aprimorar aspectos específicos do programa.

Como resultado dessa escuta ativa à comunidade e do aprimoramento constante, o programa registra hoje 7.519 propostas de indenização apresentadas e apenas 26 recusadas. A média de apresentação de propostas é de 630 por mês.

A empresa respeita o direito de manifestação pacífica e reitera seu compromisso com a segurança dos moradores dos bairros afetados pelo fenômeno geológico, propondo e executando as ações necessárias para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *