Twitter: hacker que invadiu iPhone é contratado por Elon Musk

Em meio às últimas notícias de demissões em massa e mudanças nas políticas polêmicas do Twitter, Elon Musk recebe um reforço notável em sua equipe. George Hotz, o hacker de segurança conhecido por desenvolver jailbreaks do iOS e fazer engenharia reversa do PlayStation 3 antes de fundar a Comma.ai. Porém, não será uma posição fixa – o hacker trabalhará por 12 semanas no conserto da área de pesquisa do Twitter, além de remover o aviso que impede o usuário de navegar na mídia social sem fazer login.

A oportunidade surgiu depois que Hotz expressou apoio ao ultimato de Musk aos funcionários do Twitter, que exigia que eles trabalhassem “longas horas em alta intensidade” ou então saíssem da empresa. “Vou colocar meu dinheiro onde minha boca está. Estou pronto para um estágio de 12 semanas no Twitter pelo custo de vida em SF”, tuitou Hotz, referindo-se ao escritório da empresa em São Francisco. Musk respondeu “claro, vamos conversar”.

Um fato um tanto curioso acerca da parceria entre Musk e Hotz é que o hacker abriu seu próprio negócio depois uma briga com bilionário, que supostamente tentou contratá-lo na Tesla, mas “continuou mudando os termos”, afirmou Hotz à Bloomberg, em 2015. Musk também subestimou as declarações ousadas de Hotz de que sua tecnologia poderia superar a do piloto automático da Tesla.

Assim, nasceu a Comma.ai, que atualmente comercializa um kit de desenvolvimento de sistema de assistência ao motorista compatível com mais de 200 veículos  por $ 1.999.  Também conhecido como Geohot, o jovem hacker de 33 anos se tornou conhecido do público aos 17 anos ao alcançar o título de primeira pessoa a remover o bloqueio do SIM em um iPhone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *