Mundo Mundo cinematográfico Mundo pop Saúde

O que é TDAH e qual é a relação com o filme que ganhou o Oscar 2023?

O longa “Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo” foi o grande vencedor do Oscar 2023, faturando sete prêmios, incluindo o de melhor filme. Mas qual sua relação com o TDAH?

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo” foi o grande vencedor do Oscar 2023, realizado ontem (12), em Los Angeles, nos Estados Unidos. Ele foi premiado em sete das 11 categorias na qual concorria. Além de levar a estatueta de Melhor Filme, faturou mais seis prêmios: Melhor Realização, Melhor Atriz Principal, Melhor Atriz Secundária e Melhor Ator Secundário. E qual é a relação do longa com TDAH? O que é TDAH?

Antes de responder essas perguntas, vale ressaltar que essa foi a primeira vez na história do Oscar em que uma atriz asiática levou o troféu de melhor atriz. No filme, de Daniel Kwan, Daniel Scheinert e os estúdios A24, Michelle Yeoh interpreta uma mulher que descobre que pode se comunicar com versões alternativas de si mesma em universos paralelos.

O filme desafia a realidade e mistura ação, drama e ficção científica ao explora a jornada emocional da personagem principal ao lidar com as diferentes versões de si mesma e as consequências das escolhas que cada uma delas fez em suas respectivas realidades. 

A produção foi elogiada pela crítica pela direção inventiva de Kwan, que usa efeitos visuais surpreendentes para criar as múltiplas versões da personagem principal em tela. O roteiro, co-escrito por Kwan e Scheinert, também foi elogiado por sua originalidade e profundidade emocional.

Qual é a relação do filme com o TDAH?

A personagem do filme Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo tem TDAH, sigla usada para Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, que acomete cerca de 5% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Embora ainda não esteja completamente claro o que causa o TDAH, estudos indicam que fatores genéticos, neurobiológicos e ambientais podem estar envolvidos no desenvolvimento do transtorno, que é mais comum entre crianças e adolescentes, mas perdura pela vida adulta. É comum também os sintomas serem confundidos com traços de personalidade e o diagnóstico vir apenas na vida adulta, quando os prejuízos ficam visíveis.

O estúdio A24 Brasil divulgou em suas redes sociais que o diretor Daniel Kwan descobriu que também tem TDAH enquanto pesquisava para o filme. “Fiquei acordado até as quatro da manhã, apenas chorando e percebendo, puta merda – eu tenho ”, disse ele.

Saiba mais sobre o TDAH

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade é caracterizado por dificuldades de atenção, hiperatividade e impulsividade, o que pode afetar significativamente a vida escolar, social e profissional dos indivíduos. Os principais sintomas do TDAH incluem:

  • Desatenção: dificuldade em manter o foco em tarefas e atividades, facilidade em distrair-se com estímulos externos, dificuldade em seguir instruções e esquecimento de compromissos e prazos;
  • Hiperatividade: agitação física excessiva (balanças as pernas, mexer as mãos, etc), dificuldade em ficar parado por muito tempo, fala excessiva e interrupção de conversas e atividades alheias;
  • Impulsividade: dificuldade em controlar impulsos, agir antes de pensar nas consequências, interromper os outros, dificuldade em aguardar a sua vez.

Esses sintomas podem variar de acordo com a idade e a gravidade do transtorno. Crianças com TDAH podem ter mais dificuldade em se concentrar na escola e em seguir regras e instruções, enquanto adultos com TDAH podem ter problemas em manter empregos e relacionamentos estáveis.

Não há um exame único para diagnosticar TDAH, mas sim uma avaliação clínica e comportamental realizada por um profissional de saúde capacitado, geralmente um psiquiatra ou neuropsicologista, com base na história clínica e nos sintomas apresentados. Além disso, alguns testes psicológicos e neuropsicológicos podem ser usados para avaliar a capacidade de atenção e controle impulsivo, bem como exames de imagem cerebral para investigar possíveis diferenças no funcionamento do cérebro.

O tratamento do TDAH pode incluir uma combinação de medicamentos, terapia cognitivo-comportamental (TCC) e mudanças no estilo de vida. A TCC pode ajudar a mudar padrões de pensamento e comportamento que contribuem para os sintomas do TDAH, além de ajudar a desenvolver habilidades de organização, gerenciamento de tempo e estabelecimento de metas. 

Mudanças no estilo de vida, como alimentação saudável, exercício regular e redução de estresse, também podem ser úteis para gerenciar os sintomas do TDAH. Porém, não há uma receita de bolo. Cada indivíduo é único e pode responder de maneira diferente a diferentes tipos de tratamento, portanto, é importante trabalhar com um profissional de saúde capacitado para encontrar a melhor abordagem de tratamento para cada caso individualmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *